1 2 3 4 5 6 »
Se as pessoas fossem chuva, eu seria garoa, e ela um furacão.
C
Essa coisa de que a vida é uma festa e não existe nada errado, não me brilha aos olhos. Feliz é quem conhece o lado ruim e o respeita. Feliz é quem já foi infeliz. Somente quem já foi infeliz pode entender que a tristeza traz um punhado muito bom de aprendizados. Felicidade não é sobre quem grita mais alto; é sobre quem sorri mais fundo.

Clarissa Corrêa.  (via com-versos)

Eu sou sim a pessoa que some, que surta, que vai embora, que aparece do nada, que fica porque quer, que odeia a falta de oxigênio das obrigações, que encurta uma conversa besta, que estende um bom drama, que diz o que ninguém espera e salva uma noite, que estraga uma semana só pelo prazer de ser má e tirar as correntes da cobrança do meu peito. Que acha todo mundo meio feio, meio bobo, meio burro, meio perdido, meio sem alma, meio de plástico, meia bomba. E espera impaciente ser salva por uma metade meio interessante que me tire finalmente essa sensação de perna manca quando ando sozinha por aí, maldizendo a tudo e a todos. Eu só queria ser legal, ser boa, ser leve. Mas dá realmente pra ser assim?

Tati Bernardi.  (via inverbos)

"Eu te odeio", disse ela para um homem cujo crime único era o de não amá-la. "Eu te odeio", disse muito apressada. Mas não sabia sequer como se fazia.

Clarice Lispector (via in-verbalizar)

Hoje eu percebo que tudo nessa vida passa, algumas coisas demoram para nos mostrar que nem tudo é só rosas, outras passam tão depressa para mostra que esse sofrimento todo não vai durar para sempre. Mas sempre mantenha a calma, tudo vai passar, tudo vai melhorar, você com certeza vai voltar a sorrir, voltar a amar, voltar a sentir tudo. Conte até 10 e você verá que tudo isso mudará.

paris, 1992.  (via desfrutar-se)

tudo é
denso
tenso
imenso
quando
penso.

Eu me chamo Antônio (via desfrutar-se)

Quero sexo na escada e alguns hematomas e depois descanso numa cama nossa e pura. Quero o sobrenome dele, o suor dele, a alma dele, o dinheiro dele (brincadeira…). Que ele me ame como a minha mãe, que seja mais forte que o meu pai. Quero que ele passe a mão na minha cabeça quando eu for sincera em minhas desculpas e que ele me ignore quando eu tentar enrolá-lo em minhas maldades. Quero que ele me torne uma pessoa melhor, que faça sexo como ninguém, que invente novas posições, que me faça comer peixe apimentado sem medo, respeite meus enjôos de sensibilidade, minhas esquisitices depressivas e morra de rir com meu senso de humor arrogante. Que seja lindo de uma beleza que me encha de tesão e que tenha um beijo que não desgaste com a rotina.

Tati Bernardi.  (via cartas-rasgadas)